sexta-feira, novembro 18, 2005

"D'altri diluvi una colomba ascolto", (Giuseppe Ungaretti)

Como o vento uma pomba
vem voando desde o dilúvio
traz no bico
um ramo de água

Como o silêncio escuta
o mais inefável ruído
como o vento a pomba
escuta

Escuta
dos ramos o murmúrio
e a melancolia
da chamada

Uma pérola pendente
numa gota de água.


Bom dia!

1 comentário:

Ana Maria disse...

cito-te
"Uma pérola pendente
numa gota de água."
este para mim é o melhor poema que tens, claro daqueles que eu já li.
é claro como agua e lê-se no vento.
um beijo