segunda-feira, fevereiro 13, 2006

Por que escrevo hoje?

O poeta William Carlos Williams em 1950

Apology

Why do I write today?

The beauty of
the terrible faces
of our nonentities
stirs me to it:

colored women
day workers-
old and experienced-
returning home at dusk
in cast off clothing
faces like
old Florentine oak.

Also

the set pieces
of your faces stir me-
leading citizens-
but not
in the some way.

(William Carlos Williams)

Justificação

Por que escrevo hoje?

A beleza dos
rostos terríveis
da nossa gente anónima
move-me para isso:

pretas
mulheres a dias -
idosas e experientes -
que a noitinha devolve a casa
na sua roupa gasta
rostos como
velho carvalho de Florença.

Também

as harmónicas peças
das vossas faces me estimulam -
notáveis cidadãos -
mas não
do mesmo modo.

(Tradução: J.T.Parreira)

3 comentários:

Celso disse...

belíssima tradução, Parreira. Conseguiu captar o sentimento do original. Estupendo poema, também, o teu, 'A Carta'.

saudações

hfm disse...

Obrigada pela visita. Gostei do que aqui li e encontrei voltarei seguramente.

Maria Costa disse...

"Por que escrevo hoje?", gostei de ler a justificação.
Beijinhos.