segunda-feira, julho 03, 2006

Os Desaparecidos

Famílias inteiras
de rostos em retratos
esperam jovens

todas as noites
suas casas envelhecem
um pouco mais o sonho

famílias inteiras
que urdem nos retratos
os fios do nevoeiro

que vai
correndo
com a morte.

2.7.2006

3 comentários:

hfm disse...

Dói na sua poesis verdadeira.

delusions disse...

o poema é lindo no seu todo, mas vou retirar uma parte que gostei muito
"todas as noites
suas casas envelhecem
um pouco mais o sonho"
Lindo!

Ana Maria Costa disse...

Triste e profundamente belo!
Abraço