quarta-feira, agosto 26, 2009

A velha rua revisitada

Como um cão fiel, fico na escura parede
encostado à própria sombra

Olho para todos os matizes
olho para entrar nas memórias
da janela, lancei os meus olhos
para cima e vi-me aos cinco anos
a olhar a rua carvalho araújo

Outro povo que andou lá
que mundo novo
foi para mim esse olhar.

(inédito publicado no Samucablog)

1 comentário:

samuca santos disse...

mais uma vez, sinceramente, obrigado, companheiro João!