segunda-feira, julho 18, 2016

O AMOR



para uma jovem que morreu velha, Amy Winehouse,


Amor é a mão perdida dentro
De um coração, que procura alcançar
A mais dolorosa profundidade, Amor
É um jogo que se perde
Na dependência do outro, perde-se
Em nós entre a alma e os olhos, Amor
Pode ser alguém desaparecer dentro
 De alguém, ao dançar sozinho um tango.

16-7-2016

©

2 comentários:

Valdi Lima disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Valdi Lima disse...

Penso que o poeta foi mui generoso com Amy, pois talvez a artista jamais sentiu uma mão perdida no mais profundo dos limites de seu coração; ou nunca tenha se perdido na dependência de outro ser, nem tenha desaparecido dentro de alguém, alguma vez. Quem sabe não terá sido exatamente isso o que tenha lhe faltado.
Que pena, não foi Janis Joplin e ainda morreu cativa do exotismo das manchetes que ela mesma criava. Decerto não conheceu o Amor tão belamente definido no lindo poema de JTP.